Resenha: Insurgente

Olá Leitores, tudo bem com vocês? A resenha de hoje CONTÉM SPOILERS!


Sinopse: Insurgente - Livro 2 - Veronica Roth ♥

Na Chicago futurista criada por Veronica Roth em Divergente, as facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas. Em Insurgente, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama - e a própria vida – enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor. 

O livro "Insurgente" segundo volume da série Divergente contém reviravoltas na história que nem eu imaginava que poderia acontecer e as coisas começam a ficar bem tensas. Segredos acabam sendo revelados a cada momento, e Veronica não tem pena de descartar seus personagens, pois o número de mortes neste segundo livro da série é bem maior que o anterior. 

Após Tris expor sua divergência, ao tentar impedir a guerra entre as facções Erudição e Audácia, onde se encontra com Jeanine que roubou uma importantíssima informação dos líderes da Abnegação, onde muitos morreram para protegê-la. Ao fim desse primeiro conflito dos muitos que ainda estão por vir, Tris segue ao lado de Tobias, Caleb e os poucos que restaram para o refúgio da sede da Amizade, onde conseguem se esconder por alguns dias. Tris leva com ela um disco rígido com todos os dados e informações sobre a simulação posta sobre a Audácia por causa de Jeanine. Mas mesmo tendo polpado vidas de sua antiga facção (Abnegação), Tris tem seu emocional afetado, após deixar os corpos de seus pais para trás durante o conflito e ter que matar seu melhor amigo (Will) apenas por necessidade, o que fez ela se sentir bem pior. 

Ainda na sede da Amizade, os poucos que restaram da Abnegação, tentam pensar em novos planos para continuar a guerra, que está só no começo. Mas antes de dar tempo deles começarem a agir, são surpreendidos pela Erudição e pela Audácia (os que se aliaram contra os divergentes e os sem-facção) onde por um momento de fraqueza e medo, Tris destrói o disco rígido. Então, sem saída, seu grupo agora tenta negociar com os sem facção para se unirem á eles e formarem um exército maior do que o de Jeanine e tomar o poder da Erudição. E é assim que os segredos começam a ser revelados.


— Insurgente — diz ele.
— Substantivo. Uma pessoa que age em oposição à autoridade estabelecida, que não é necessariamente considerada agressiva.

Não vou mentir dizendo que no final passou pela minha cabeça a parte em que a Tris se entrega para a Jeanine para exercer uma série de testes sobre Divergentes e depois que ela não tivesse mais utilidade seria executada. Isso nem é o pior, triste e quando Tobias vem falar com ela no vidro pela última vez, gente que lindo, meus olhos enxeram de lágrimas (sou emotiva demais rs). Não acho que Divergente seja minha história preferida, mas não tem como odiar os personagens como em qualquer outro livro. Certas partes dava vontade de gritar e perguntar: "PORQUE??", mas se isso não acontecesse, que graça ia ter a leitura, não é mesmo? rs 

 Ao contrário do que muitos falam, eu gostei bastante da série Divergente e disse que leria os 3 livros para poder ter uma ideia do que a nossa querida Veronica quis passar com seus livros. Na minha opinião, e o que eu entendi até o segundo livro, é a questão de saber quais escolhas tomar em nossas vidas e como tratar as pessoas. Aos que falam que Divergente é cópia de Jogos Vorazes, eu acho isso um grande erro. Acho que o fato de serem distopias e uma sociedade dividida em grupos as pessoas já comparam dizendo que uma é cópia da outra. Mas percebi que elas possuem essas semelhanças, mas são usadas de maneiras diferentes. Eu só assistir aos filmes de THG então não tenho muito o que dizer, já Divergente, estou no segundo livro e percebi sim as diferenças. Que mesmo só tendo visto os filmes de THG, reparei que a saga é bem melhor que Divergente, mas mesmo assim não julgo a saga. Gosto de ambas as sagas. Sendo livros sempre arrumarei tempo e um bom lugar para ler

Deixem suas opiniões sobre a saga e sobre o filme, adorarei responder. Até a próxima, beijos! 

2 comentários:

  1. Adorei a resenha, eu adoro a trilogia, exceto por convergente... Não gostei não, me decepcionei, muitas mortes desnecessárias, sei que sempre falo isso, mas até hoje estou indignada com o final que a história tem :/ haha'

    Beijos
    intoxicadosporlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai meus Deus, vou começar Convergente em breve :c Medo agora kk
      Beijos ♥

      Excluir

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo