Resenha: Preciso do Seu Amor



Preciso do Seu Amor é o décimo primeiro livro da série Os Sullivans e é o terceiro livro que leio, porém li em ordem aleatória os outros três. Assim como já tinha gostado da escrita viciante de Bella Andre e amado conhecer a família Sullivan nas outras histórias, gostei muito dessa história também. E dessa vez em Seattle é a vez de Mia Sullivan, irmã de Ian e Rafe Sullivan.

Ford Vincent pode ter tudo o que quiser, tem uma bela carreira musical e é bem sucedido em tudo que faz, mas nos últimos cinco anos tudo isso não foi o suficiente para manter ao seu lado o amor de sua vida, Mia Sullivan.

"Uma vez ele acreditou que sua música, seu violão e suas canções eram tudo de que ele precisava. E agora, à medida que o ônibus percorria mais uma estrada em direção a mais um estádio, Ford finalmente percebeu que suas músicas e seu público jamais poderiam nem de longe preencher o vazio dentro de si".

Mia é uma corretora de imóveis muito bem sucedida, independente de todas as formas e tem total controle de tudo. É uma mulher que ama de total coração e com todas as forças, é intensa, destemida, mas seu coração foi invadido à cinco anos atrás por Ford, que ela amou com todas as forças. Dividiu seus sonhos, segredos, lhe falou sobre sua família, mas Ford nunca dividiu nada a mais que só seu corpo.
Ela tentou de todas as formas esquecê-lo, mas a memória de Ford e de tudo o que tiveram esteve sempre presente em sua mente.

"Ford sempre soube onde tocá-la e seu coração ficou perdido por cinco anos, procurando por um ritmo que só ele sabia tocar".

Eles se conheceram quando ambos eram ainda muito jovens. Juntos viveram intensamente uma semana inesquecível. Porém não foi o suficiente para provar que os dois poderiam ter uma vida juntos para sempre.

Ford está disposto a mostrar que ele errou, e que foi um completo imaturo e irresponsável, e que não soube aproveitar e lidar com uma mulher que ele realmente amou em toda sua vida e que nunca foi esquecida por ele. Preparado para fazer com que Mia acredite que dessa vez será diferente e mostrar exatamente o que Mia significa na vida dele, ele vai para Seattle para se reencontrar com ela.

 "Anos atrás, Ford não acreditaria que o amor fosse algo real, porém agora estava começando a perceber que o amor era mais poderoso que qualquer outra coisa. Mais importante que carreira, dinheiro ou orgulho".

E o que acontecerá quando estiverem frente a frente um com outro? Uma atração inquestionável e desejos reprimidos entre eles, será que Mia vai permitir que tudo com que ela lutou para esquecer volte, agora que ela está muito bem vivendo sozinha? Ou será que ela não está tão bem assim e sente falta do passado? O que ela sente, raiva, dor, amor ou saudade?

"Às vezes - disse Ford muito sério -, quinze minutos são suficientes para mudar sua vida inteira".
***
Mas uma vez Bella Andre nos surpreende com uma belíssima história dos Sullivans, como sempre o apoio familiar que está presente é algo esplêndido de se acompanhar. A família é um elo inseparável e Bella faz com que isso esteja sempre presente nos seus livros. 
A família Sullivan tem um laço muito forte e todos se amam e protegem um ao outro, capazes de dar a vida pelos irmãos ou primos.

É lindo ver o amor dos protagonistas, e ver Ford que realmente mudou e que não se importa em deixar tudo para trás, para ficar e viver com Mia para sempre, ele quer e necessita disso. 
E Mia o amor que ela tem pela sua família, e como se dedica com amor a tudo que faz e que está em sua volta.

Bella consegue escrever algo doce, romântico e ao mesmo tempo sensual, sem pesar para um lado ou outro. Observamos como ela escreve muito bem sem deixar que a parte do erotismo (que só aparece depois das 220 páginas), seja algo forçado demais.

Recomendo para todos que gostem de romantismo, drama, amor e é claro um pouco de erotismo. E para quem já é fã dos Sullivans apenas digo, continue lendo! rs

Classificação: **** (4/5)

E aí já leu? O que achou? Deixe seu comentário!

Beijos e até a próxima!
-Lili


Resenha: Eu Fico Loko 2 - As histórias que tive medo de contar

Heeeey gente, tudo bom? 

Hoje saiu outra resenha da nossa parceria e espero que todos vocês gostem, afinal, quem aí ainda não conhece o YouTuber Christian Figueiredo? Mas se tiver alguém que ainda não conheça, pode deixar que depois dessa resenha irá correndo assistir aos vídeos dele. ;)


Estes são os dois livros do Cristian: Eu Fico Loko (As desventuras de um adolescente nada convencional)  e Eu Fico Loko 2 (As histórias que tive medo de contar) que é a resenha de hoje. 

Conhecido como “o lokão” da internet e um grande fenômeno do YouTube, Christian Figueiredo lançou seu primeiro livro com algumas de suas grandes histórias que conta em seu canal, além de outras inéditas. Por meio dos relatos de suas aventuras e desventuras é possível, para nós leitores, a percepção de como alguém com 20 anos pode ter vivido tanta coisa. E mesmo sendo alguém tão famoso, ele tem experiências comuns como qualquer outra pessoa.

 Dando continuação ao sucesso que foi o primeiro livro, Christian Figueiredo volta com “Eu Fico Loko 2”. Desta vez ele compartilha as histórias que teve medo de contar no primeiro. Tendo de tudo nesse livro, desde confusões com os amigos à amor a primeira vista, além daquelas histórias constrangedoras que são bem estilo Christian. 

Se você ainda não conhece ele é uma boa chance para conhecê-lo. Com o mesmo estilo do primeiro, esse livro vem como uma continuação com mais algumas histórias para nos fazer rir e refletir sobre algumas coisas.

Com temas adolescentes como primeiro beijo, preocupações da escola, primeiro contato com bebidas e etc, além de uma escrita simples e bem jovial, “Eu Fico Loko” e “Eu Fico Loko 2” são livros que prendem e ao mesmo tempo encantam. Contendo muitas fotos, alguns desenhos em algumas páginas e uma fonte grande, o que torna a leitura bem rápida.


Durante a leitura podemos imaginar cada cena, nos identificar com algumas e até mesmo começar a ver o Christian como um amigo, ou alguém próximo. Os livros são realmente surpreendentes e muito engraçados. Escritos de modo leve e divertido, são indicados para quem gosta desse tipo de leitura e quem quer saber mais sobre esse rapaz incrível. E o mais legal é que os livros são independentes.

Então gente é isso, espero que tenham gostado e sentido vontade de comprar e desfrutar desse livro que promete lhe arrancar várias risadas. 

Classificação: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ (Recomendo) 

E você, já leu? O que achou ? 

Beijos da Jú ❤️

Resenha: Prometo Falhar

Heeey leitores, tudo bom com vocês? 


Acho que a maioria das pessoas já devem ter ouvido falar desse livro, principalmente quem esteve na Bienal e conferiu o Estande da Novo Conceito. Mas se mesmo assim você não ouviu falar dele ainda, pode deixar que vou resolver isso agora. 

“Prometo Falhar” foi enviado pela nossa parceria com a NC, e assim que ele chegou foi amor à primeira vista. 

O livro é lindo e me peguei impressionada com certas partes, mesmo ele não fazendo o meu estilo de leituras atual. Criei muitas expectativas e acabei achando que o livro ficou a desejar. Parece que a cada crônica lida, a história permanece a mesma e só altera o ponto de vista. Isso porque, durante todo o livro, o autor fala de inúmeras maneiras de se amar alguém verdadeiramente. Nele você encontra as frases e pensamentos mais lindos e inteligentes já visto. 

“De tudo o que amo é você que mais me apaixona.” 

Demorei quase um mês para terminar esse livro – literalmente – por conta do curso e por se tratar de um livro em que você precisa ler com calma e atenção, por esse motivo, optei por ler antes de dormir para poder absorver mais da história do que ler com o barulho na rua, pessoas gritando e  etc. O que eu gostei bastante foi a escrita do autor. A falta de pontuação – ignorada pelo autor – nos faz perceber que para descrever o amor não existem regras, devemos deixar de lado as obrigações impostas pela sociedade de como se expressar com palavras e viver o que precisa ser vivido. Devemos apenas ser felizes, cada um da sua maneira. Basta saber completar um ao outro. 

“Quantas vezes é possível te amar pela primeira vez?”

Um livro com cenas soltas, que te deixa com um gostinho de quero mais, e faz com que qualquer leitor sinta vontade de viver aquelas palavras. De falhar como ele descreve. 

“O erro das pessoas é procurar o que não existe.” 

O que mais me atraiu na hora de escolher esse livro foi o título dele. Quem nunca falhou? E quem não tem muito em que falhar ainda? E mesmo com esse nome, ele te ensina que falhar é bom, te ensina a viver e a crescer como pessoa melhor. O que seria de nós sem nossos erros? 

Esse parágrafo eu preciso dedicar para falar do trabalho super bem feito da Editora Novo Conceito na edição desse livro, sem contar a diagramação que ficou impecável. Adorei cada centímetro dele e estou  viciada em ficar admirando-o junto aos meus outros livros. *-* 

Mesmo usando o tema falhar, espero não ter falhado na missão de apresentar e encantar vocês com essa obra tão fascinante. E agora quem for ler quero saber o que achou hein ❤

“Continue falhando em busca da sua felicidade, pois ela sempre estará mais próxima do que você imagina.” Por Juliana Avelino. 

Classificação: ⭐⭐⭐ (Recomendo) 

Beijos da Jú e até a próxima ❤ 


Comprinhas e brindes | Bienal do Rio 2015

Heeeey leitores, tudo bem?


Finalmente vou compartilhar com vocês tudo o que eu comprei e ganhei na Bienal do Rio 2015. Queria muito ter comprado mais coisas, mas infelizmente não rolou. Mesmo assim estou feliz com o pouco que consegui trazer para casa. 

 • O livro "Dulce Amargo", encontrei no estande da Universo dos Livros por apenas R$ 10,00 e ele já estava na minha lista de desejados a algum tempo e não resisti, - Sim, eu era apaixonada por Rebelde - precisei trazer para casa.

Sinopse: O livro de Dulce é uma espécie de memória íntima e pessoal, sem filtros. Longe da fama, no seu quarto ou em quartos de hotel durante as turnês em cidades estrangeiras ou em sua própria casa, Dulce mergulha num constante diálogo com ela própria. Este livro é composto de canções inéditas, confissões, pensamentos, lembranças e encontros. O fio um condutor do ir e vir entre o doce e o amargo da vida. O diário de um jovem artista em uma viagem para o fundo de sua alma.


• O próximo livro que não resisti e precisei comprar foi "Surpreendente", do autor Maurício Gomyde. Ele é lançamento da Editora Intrínseca e além da compra, saí de lá com meu livro autografado e esses mimos lindos após participar da sessão de autógrafos.

Sinopse: Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente.

O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o maior prêmio do cinema brasileiro. O problema: não ter ideia de como fazer isso.

Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração. 

A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos. 


• O terceiro livro foi "Alice no País das Maravilhas", que também estava por R$ 10,00 em um estande infantil e que não me lembro agora qual era. Assim que bati os olhos nele me apaixonei. Achei tão fofo. E a edição ainda é capa dura e vem com uma fitinha azul para marcar as páginas. Um amor! 

Sinopse: Acompanhe Alice e entre na toca do Coelho até o País das Maravilhas, um lugar onde a hora do chá é muito maluca, a bola é um ouriço e o taco é um flamingo. Ah, sim, também existe um gato que aparece e desaparece, uma lagarta cheia de mistérios e... cuidado!... uma Rainha de Copas que quer cortar a cabeça de Alice! Será que ela vai conseguir voltar para casa?


• Nem passou pela minha cabeça que eu iria comprar esse livro agora. Ele estava na minha lista de desejados a muito tempo e quando encontrei o estande da Editora Valentina e vi a autora FML Pepper lá não resisti. Implorei bastante pra minha mãe e ela acabou me dado de presente o primeiro volume da Trilogia "Não Pare" (aeeeee). 

Sinopse: Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas. 
E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho! 
Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... Enfim, curtir a juventude.
Mas o normal está muito longe da vida de Nina!
Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados?
Seria a Morte sua companheira para toda a vida?
É chegada a hora da verdade.


• E o último e mais amado de todos, foi essa quadrinização do filme "Frozen - Uma Aventura Congelante". Não é surpresa pra ninguém que esse é o meu filme infantil favorito, e que já tenho muitos enfeites, bonecas e canecas deles, enfim... Quando me deparei com o preço dessa coisa linda não pensei nem duas vezes. Ele estava por apenas R$ 3,00 e quando abri para conferir, descobri que ele era realmente incrível e mega fofo. Muitas crianças adoraram, inclusive eu... hahahaha ❤️

Já mostrei todos os livros, e agora vou mostrar alguns brindes que ganhei.

• O primeiro brinde foi o marcador do livro "O Pássaro" da autora Samantha Roltz, que por eu ter dito que não tinha como comprar mais livros, me presentiou com um marcador autografado e um Botton do seu outro livro, "Renascer de um outono", que já foi resenhado aqui no blog. Fiquei muito feliz dela ter se importado comigo e senti como se estevesse com o livro em minhas mãos. Me apaixonei pela Samantha e agora quero comprar todos os seus livros, pois autores como ela devem receber todo carinho e dedicação possível. Amei! 


• E o próximo, foi esse kit MARAVILHOSO que recebi da autora parceira aqui do blog, Ana Beatriz Brandão. O kit era somente para quem estava comprando os livros dela no Estande da Novo Século, mas como perturbei tanto a menina, ela percebeu que eu também queria ganhar. 
P.S. Já tenho seus dois livros autografados e resenhados aqui no blog.
P.S. Gente, veio um lápis do livro. Um lápis literário. Nunca tive. Juliana está desmaiada! 😱


• E agora só faltou mostrar os marcadores. Foram poucos, mas o que mais se destacou entre eles foi os que encontrei na Editora Valentina. Eu SEMPRE quis ter um desses. E olha que funciona hein 😂


Bom gente é isso. Como falei, foram pouquíssimas coisas que comprei e os marcadores foram mais os que eu já tinha em casa. Pretendo comprar livros somente em dezembro, e assim que chegar coisas novas aqui no LSM, vou compartilhar tudo com vocês. 


E vocês, o que compraram nessa Bienal? Deixe nos comentários, que eu adorarei saber. 

Beijos da Jú ❤️

Resenha: Um Amor Para Recordar

Heeeey leitores, tudo bom com vocês? 

Esse livro foi um dos que escolhi para minha maratona literária de férias. Sim, ainda não postei todas as resenhas de tudo que li, mas pretendo agilizar isso o quanto antes. 


O livro que comecei em uma bela tarde e terminei no mesmo dia foi "Um Amor Para Recordar", que além de romântico consegue nos passar um grande aprendizado. 

Esse livro fala sobre a bela história de amor de Landon Carter aos 17 anos. Um amor que ele nem sonhava que poderia acontecer, justo pela menina que andava sempre com sua bíblia ao lado, ajudava os outros, e mesmo com todo esse coração de ouro, ninguém queria tê-la como amiga. Não gostavam da presença dela e muito de pensar em chamá-la para sair ou namorar. Mas estava nos planos de Deus que eles iriam ficar juntos e tivessem essa bela história para nos contar.

Eram grandes as diferenças entre eles, mas após um baile de formatura algo mudou, e toda a diferença só serviu para completar um ao outro. E foi através da dor e da alegria que sentiam juntos, que eles fizeram do amor um ato de coragem e bondade, onde pode ser vencido por qualquer barreira da vida, mesmo essa barreira sendo a morte. 

"A vida, eu aprendi, nunca é justa." 

Um livro mágico que merece ser lido milhares de vezes, até que você entenda a verdadeira mensagem por trás dessa história. Até que você entenda perfeitamente o que é o amor. 

Classificação: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ (Favorito) 


"Meu nome é Landon Carter, e tenho 17 anos.
Essa é a minha história - e prometo contar tudo. 
No início você vai sorrir, e depois vai chorar - não diga que não avisei." 
 

Beijos da Jú ❤️


#FelizAniversárioAna ❤️

O post de hoje é bem diferente. Pela primeira vez estou parabenizando um autor por aqui e acho que deveria fazer isso mais vezes. 


A aniversariante do dia, é a minha querida autora, Ana Beatriz Brandão. Hoje ela está completando 16 anos (Isso mesmo minha gente!) e eu não poderia deixar uma data tão especial passar em branco. 

Eu queria muito morar em São Paulo para comer um bolo hoje, mas como sou do Rio... (brincadeira) 

Essa menina é muito especial. Tomei um carinho enorme por ela ao ver a importância que ela dá aos seus leitores. E eu sou completamente sortuda por ter conhecido essa pessoa tão maravilhosa. 

Agora vou deixar meu recadinho para você Ana, que por onde passa agrada á  todos e os contagia com sua alegria. 

"Você é uma pessoa muito especial para seus familiares, amigos e principalmente pelos seus Anjinhos. Que Deus possa te abençoar não só neste dia tão especial, mas sim em todos da sua vida. Nunca deixe ninguém abalar seus sonhos, pois com eles você vai ainda mais longe. Que seu dia seja maravilhoso e você ganhe várias inspirações para novos livros. Que Deus te dê muita saúde, paz, felicidade, dinheiro, mais leitores e que você não mude por conta disso. Continue com esse seu jeito doce e amável pois é assim que você irá conquistar o mundo. Eu e todos os outros Anjinhos amamos você. Muito mesmo!" 


             FELIZ ANIVERSÁRIO 🎈❤️❤️

Meu quarto - e último - dia na Bienal do Rio!

Heeeeey leitores, tudo bom? ❤️

Hoje é o último post sobre os dias que passei na Bienal do Rio :( 

Já estou com saudades de acordar bem cedo e encarrar aquelas filas quilométricas para pegar autógrafos e entrar nos estandes, pois no final do dia sempre valia a pena. Cada segundinho!

E esse dia de despedida teve grandes surpresas. Finalmente pude comprar livros (estava quase entrando em depressão) e conhecer pessoalmente outros autores nacionais. 


A primeira autora que encontrei foi a gatona da Ana Beatriz Brandão. Eu já havia me encontrado com ela dois dias antes, mas ao descer do ônibus na porta do Rio Centro no dia 12, minha irmã a viu e reconheceu até a mãe dela (risos) e então viemos caminhando e conversando até entrar no evento. Coitada, minha irmã perturbou com várias perguntas haha :p

Depois que já estava dentro da Bienal, passei no estande da Editora Novo Século novamente para me despedir dessa garota tão incrível e inteligente. 

Não tinha comentado no post anterior, mas ganhei um kit lindo do novo livro da Ana, intitulado "Caçadores de almas - Segredos e Maldições" e ainda essa semana vou postar somente sobre minhas comprinhas e brindes adquiridos na Bienal \0/ 

Tenho um carinho tão grande por essa autora, que fico triste em pensar que não irei vê-la novamente nem tão cedo. Mas já estou seguindo ela em todas as redes sociais como uma sombra pra disfarçar a saudade. Encontrá-la me fez sentir na companhia da minha querida e amada Serena (Personagem do seu livro). E eu sei que isso não foi coisa da minha cabeça. A Serena realmente estava lá. Dentro dela. É isso é tão especial. Porque quando você lê um livro da Ana Beatriz, você percebe que ela coloca um pouco dela nas características dos personagens. E quando conversei com ela, pude perceber isso. 

Irei revelar essa foto e dar início ao meu mural de fotos (que eu falo que vou fazer tem dois anos, mas agora é serio). E sem sombra de dúvida, essa menina será a primeira autora que irei colocar no quadro. Ela é uma pessoa super humilde e talentosa, e daqui uns anos, quando ela estiver sem tempo para respirar com tantos eventos e livros pra autografar, vou olhar para essa foto e lembrar de toda a nossa conversa, as risadas e principalmente de ter sido escolhida como sua parceira. Fazer parte do crescimento de uma autora, será a lembrança mais feliz que irei ter como blogueira daqui uns anos e não tenho nem palavras para explicar o porque disso, mas o que posso dizer é que não tem preço. É muito amor e carinho envolvido. 


Depois de me despedir da Ana, fui para a sessão de autógrafos do autor Maurício Gomyde. Guando cheguei, a sessão já estava quase no final e saí correndo para entrar na fila. 

A fila do caixa foi rápida e pude pegar meu autografo e marcadores do livro "Surpreendente", que está incrível! Em breve sai a resenha aqui para vocês. ❤️


Voltei no Estande da Novo Século para me encontrar com as autoras Cinthia Freire (parceira do blog), Simone Taietti (parceira do blog) e Samanta Holtz, mas só encontrei a Samanta. Queria muito ter tirado foto com as três mais como não consegui, aproveitei ao máximo o meu tempo com essa autora linda e fofa. Já resenhamos um livro dela e vale muito a pena ter em sua estante.

Eu não tive como comprar os livros da Samanta, e por esse motivo, ele me deu um Botton e um marcador autografado para não sair de mãos vazias. (Vou mostrar no próximo post sobre minhas aquisições) Linda, não é? *-* 


Agora já estou no estande da Novo Conceito novamente (novidade) e acabei encontrando por acaso essas duas autoras juntas, as queridas Janda Montenegro e Carine Raposo, e aproveitei para tirar uma foto com as duas juntas, claro. Ainda não li o livro delas, mas admiro muito o carinho delas com seus leitores e o seu amor pelo trabalho :) 


Fui apenas passear pelos pavilhões para ver os preços e talvez encontrar outros autores, quando de repente, acabo encontrando outra parceira \0/ Desta vez foi a escritora Yohana Sanfer, autora do livro "Da Boca Pra Dentro" e você encontra a resenha dele aqui blog.

Ja fizemos até evento juntas no começo do ano, e agora, ela está para lançar um novo livro, só que desta vez para crianças, chamado "É de menino, é de menina". Estou louca para dar uma conferida, até porque amo livros infantis .


Dando continuidade ao meu passeio pelos pavilhões, encontrei o estande da Editora Valentina, que estava linda por sinal. As cores, a arrumação, os funcionários, estava tudo impecável. E foi lá que encontrei a maravilhosa Tamy Luciano. Uma autora mega descontraída e simpática. 

Ela também estava lá lançando seu novo livro e vale a pena conferir, ficou um "Escândalo"! 


Ainda na Editora Valentina, comprei o primeiro livro da trilogia "Não pare" e descobri no caixa que iria ter uma sessão de autógrafos às 18:30. Comprei na maior felicidade e fiquei lendo enquanto aguardava a hora de autografar o meu livro e dar adeus á Bienal. 

Quando voltei para o estande, a fila ainda não estava muito grande, mas já havia começado. Lá estava a linda da FML Pepper e ao seu lado "as mortes", personagens dos livros que se tornaram o assunto mais falado de todo o evento. 

A editora arrasou na divulgação e agora tenho minha tão aguardada foto e autografo, dessa escritora que eu queria tanto conhecer. 


Então gente, chegou ao fim. Esses quatros dias foram muito especiais para mim e não tive como escrever pouco nesse post (perdão por ter feito vocês lerem um livro), pois o último dia foi tão intenso e emocionante que me sobraram palavras para colocar aqui. 

Eu aproveitei bastante e espero que vocês tenham gostado de cada dia que postei aqui e de cada autor que consegui encontrar. Se você ainda não viu os dias anteriores, tire um minutinho para conferir depois. Vou deixar os links abaixo:

Esperando a próxima Bienal sentada! #2017
Eu já estou com saudade de tudo que vivi nesses quatro dias e de todos esses autores maravilhosos. Espero que eu tenha apresentado escritores novos para cada um de vocês, e que agora (quem não lê muito) passe a ler mais nacionais. Temos livros maravilhosos e que valem muito a pena ganhar um espaço em nossas estantes. 

Até a próxima com um post sobre todos os livros autografados, marcadores e brindes que ganhei na Bienal do Rio 2015! 

BEIJOS DA JÚ! ❤️


Resenha: Neve na Primavera

Em Neve na Primavera, Sarah Jio apresenta uma história realista e devastadora, diante de muitas cenas de tensão e expectativa. E com uma narração marcante, que consegue fazer conexões com personagens que parecem não ter nada em comum um com o outro.


Duas histórias que se intercalam: Numa conhecemos Claire, uma jornalista dos tempos atuais, que luta todos os dias contra a dor de uma perda e com os problemas no seu relacionamento e na sua vida. 

"Parecia mais fácil me perder na história de Daniel e Vera do que resolver a minha própria". 

Ao mesmo tempo, somos levados a década de trinta (1933), no qual Vera Ray uma pobre e humilde camareira, luta para sobreviver e sustentar seu filho pequeno como uma mãe solteira. Ela sofre todas as noite com medo de deixar Daniel, de três anos, sozinho para ir trabalhar em um de seus turnos de madrugada.
E no dia 02 de maio de 1933 acontece uma nevasca e o caos se forma na cidade de Seattle. E quando Vera volta para casa pensando em encontrar seu filhinho, seu mundo desaba: Daniel sumiu, e não há rastros dele, apenas seu ursinho de pelúcia é encontrado jogado em meio a toda a neve, na rua.

"Nenhuma mãe deveria jamais perder um filho".

Mas de setenta anos depois desse fato trágico que ainda está sem solução, Claire é envolvida por uma matéria sobre o repentino "Inverno das Amoras- pretas", uma expressão climática para designar uma onde de frio repentino no final de uma estação. E esse inverno acontece por uma grande coincidência, no dia 02 de maio, a mesma data que aconteceu a quase oitenta anos atrás; o exato mesmo dia do desaparecimento de Daniel. E o que terá em relação a esses fatos, Claire com o passado tão triste e doloroso de Vera?


"Não desanime - ele disse. - As coisas mais difíceis sempre se transformam nas mais recompensadoras". 


***
A obra é narrada em primeira pessoa, sendo intercalada entre as personagens Vera e Claire, uma na Seattle no passado a mais de setenta anos atrás e a outra na mesma cidade porém no presente.
Sempre gostei de livros que nos apresenta o passado e o presente, ainda mais quando há acontecimentos que envolve os dois.
A leitura é tão suave e pessoal, tão tocante, que me cativou desde o início. Sentimos na pele o que cada personagem está sentindo, e é tudo muito intensificado pela escrita presente na obra. No início não sabemos em que as histórias se relacionam, mas ao decorrer Sarah nos surpreende e aos poucos monta um cenário incrível e muito mais complexo do que aparenta ser.
 Usando de descrições muito bem detalhadas, mas nada cansativo, Sarah joga o leitor para dentro das páginas e em toda a situação que os personagens estão vivendo.

Eu senti cada pequena felicidade, cada dor, tristeza e angústia contada. Odeio e amo ao mesmo tempo quando o autor descreve uma parte assim, ex: - eu também não - respondi, sentindo um nó na garganta.
Esse "nó na garganta" que o personagem sente, eu sinto da mesma forma rs, não sei se é apenas eu que sinto, ou vocês sentem também? Rs! 


Cada emoção que os personagens sentem, é incrível, você sente como se fosse você vivendo aquilo junto com eles. Isso é algo memorável a um(a) autor(a).
A autora aborda todo o sofrimento sem ser melodramático ou "forçando a barra", cada acontecimento se desenvolve com calma, tudo no seu devido tempo.

Os personagens são muito bem construídos, e gostei muito de Vera e Claire, são duas mulheres decididas, maduras e mesmo com todo o sofrimento continuam sendo fortes.
Foi um livro com qual me vi querendo mais e mais páginas, mas já tinha chegado ao final :-(  para minha tristeza e surpresa com aquele grande final.

Recomendo para todos, e quero ler muito mais obras da Sarah Jio. Como disse para minha amiga Jú, esse livro, resumo em uma única palavra: Magnífico! 

Classificação: ***** (5/5) - Favorito

E aí já leu? O que achou? Deixe seu comentário!

Beijos e até a próxima! :D
-Lili

Meu terceiro dia na Bienal do Rio!


Heeeeeeey gente, tudo bom?? 

A Bienal já acabou e ainda tenho coisas pra postar (uhuuul). Nem consigo acreditar que fui em mais de dois dias. Em 2013, eu ainda não tinha o blog, fui apenas em um dia e não tive como registrar como foi. Mas esse ano estou mega feliz por ter o meu cantinho para postar, com tudo o que visitei e os autores que encontrei. 

E no dia 10, foi meu terceiro dia na Bienal. Esse não foi um dia para curtir as minhas coisas, e sim, levar minha irmã de 10 anos em sua primeira Bienal. 

Foi tudo perfeito! Adorei encontrar livros dos meus personagens infantis favoritos, várias princesas andando pelos pavilhões e ver o sorriso da minha irmã de felicidade com tudo isso valeu muito a pena. Cada segundo!


Ela adorou o estande da Editora Arqueiro. Quem disse que ela queria sair daí? rs
Acabou que me apaixonei também e ficamos quase meia hora pintando as paredes desse estande maravilhoso. *-*


Chegou a hora das compras! Nunca vi tanta revista da Peppa e da turma da Mônica juntas. Minha irmã foi a loucura e eu também. São tão baratinhos, que você sente vontade de levar tudo pra casa. Comprei varias revistas que vinham com lápis, caneca, caneta, giz de cera, e não passou nem dos trinta reais. Tenho certeza que a Bienal é o melhor amigo dos professores da educação infantil. hahaha ❤️

Essa edição maravilhosa de "Alice no País das Maravilhas", custou apenas 10 reais em uma editora que agora não lembro o nome. Ele tem capa dura e uma fitinha azul para marcar a página. Foi minha irmã que o encontrou e fiz questão de trazer pra casa. Um amor ❤️



E esse terceiro dia ficou ainda melhor. FINALMENTE encontrei a autora parceira do blog, Ana Beatriz Brandão. E com ela estavam Dorian e Serena, meus amores literários. Fiquei tão feliz em poder conversar com ela e tirar fotos. Para quem não conhece, a Ana mora em São Paulo e a conheci pela internet. Hoje somos parceiras e me tornei uma grande fã dessa jovem leitora, mas que tem uma mente muito evoluída para a literatura. 

Eu resenhei seus dois livros, e se você ainda não conferiu ou ainda não conhece, clique nos links abaixo: 

• Resenha: Sombra de uma anjo 
• Resenha: Caçadores de almas


E mais uma vez, passei na Novo Conceito (quem não iria?). E agora encontrei o autor Rafael Moreira na sua sessão de autógrafos do livro "Diário de um adolescente apaixonado". Ele é uma fenômeno no YouTuber e quando cheguei não havia mais senhas. Fiquei sentada um bom tempo olhando vários leitores na fila do caixa, quando de repente, percebo que os autógrafos acabaram e a multidão já tinha ido embora. Quando olhei para o lado, quem estava lá?? Isso mesmo. Rafael Moreira! Não perdi a oportunidade e pedi para tirar uma foto. (uma pena eu estar com cara de cansada e com o cabelo mega bagunçado) rs


Logo depois dessa foto, fui dar mais algumas voltas e encontrei a fila para tirar  foto no trono da série "Game of Trones" super vazia. Aproveitei esse milagre e consegui a minha tão sonhada foto. Queria levar isso pra casa. hahaha *o*


Se você ainda não conferiu os dias anteriores, vou deixar os links abaixo:


Bom gente é isso. A Bienal acabou mais ainda falta mais um post sobre o meu quarto - e último - dia que passei lá. Vou postar ainda essa semana. 

Até a próxima, beijos da Jú ❤️

Meu segundo dia na Bienal do Rio!

Heeeey leitores do meu ❤️, tudo bom?? 


No dia 8, estive pela segunda vez na Bienal do Rio. Cheguei tarde e fui embora cedo, mas o pouco que fiquei lá valeu muito a pena. Tirei muitas fotos e peguei autógrafos com os autores nacionais que mais gosto. 

O primeiro autor que encontrei no estande da Novo Conceito foi o Felipe Colbert. Ele escreveu os livros "Belleville" e "Para Continuar", que é seu grande lançamento deste ano. Levei meu livro para autografar assim que cheguei e fui muito bem recebida e abraçada. 

P.S.: Não consigo imaginar como existem pessoas que não gostam de ler nacionais. Os autores estão ao nosso alcance para conversar e abraçar, e essa sensação é tão maravilhosa. Me sinto perto dos meus personagens favoritos. Tenho muito orgulho da literatura nacional, que vem crescendo a cada dia. 

Não vejo a hora de começar a ler esses livros que parecem ser maravilhosos. (Resenha em breve) 



E mais uma vez, me senti obrigada a dar outra passada no estande da Novo Conceito. Está tão magnífico, que é impossível não se sentir com vontade de voltar lá outra vez. Então, quem usava a #EuNaBienalComaNC no Instagram quando postava uma foto, aparecia na tela do estande durante o evento! 


Encontrei um dos meu livros mais desejados do ano no estande da Editora Galera Record e infelizmente não pude comprar. #Chatiada  :( 


Ainda no estande da editora Galera Record, encontrei esse livro super fofo. Coloquei na minha lista de livros desejados para o ano que vem. (já tenho livros o suficiente rs)


Agora no estande da Intrínseca, o livro que mais me chamou a atenção foi 365 dias extraordinários. Eu já li o livro da R. J. Palácio e amei (Confira a resenha clicando aqui). Agora estou mega curiosa e ansiosa para começar a desfrutar dessa belezinha. ❤️


Depois de paquerar vários livros, me encontrei com o escritor Maurício Gomyde. Ele é mega simpático. Você conversa com ele e parece que o tempo voa. Uma ótima pessoa e um excelente autor. Já li e resenhei o livro A Máquina de Contar Histórias (Clique aqui para ler a resenha) e ele acabou se tornando um dos meus autores nacionais favoritos. A escrita desse autor é maravilhosa. Recomendo muito! 


Esse meu segundo dia foi mais para passeio e tentar achar novos autores nacionais. 

Confira o post sobre o meu primeiro dia (Clique aqui) e em breve terá um post sobre os próximos dias em que eu fui visitar esse lugar mágico! 

Espero que tenham gostado do post e até a próxima.

Beijos da Jú ❤️

Resenha: Mentiras Que Confortam

Hello leitores, como estão??
Essa semana estou curtindo a Bienal em ótima companhia e tirando fotos com todos os autores que encontro pelo caminho. Mesmo com a Bienal rolando, o blog não pode fica parado, então vamos de resenha nova, desta vez sobre o livro "Mentiras Que Confortam" da Editora Novo Conceito. :)

"Três mães. Dois pais. Uma criança."
5 anos atrás...


Tia, uma jovem frágil, sonhadora e carente, apaixonada por um homem que acredita estar apaixonado por ela. Com o decorrer de seu relacionamento, Tia percebe que para ele, ela não passaria de divertimento. Depois de confessar a seu amado a verdade, Tia se vê sozinha durante 9 meses com um problema que precisaria "ajeitar".

Nathan é um professor universitário, que durante uma pesquisa conhece uma jovem excitante, que o deixa fora de seu mundo habitual durante 1 ano. Mas algo inesperado ameça dar fim ao seu adorado e estável casamento perfeito. Durante 5 anos, ele luta para reconquistar seu grande amor. E quando tudo parece está de volta ao seu equilíbrio, Nathan se vê numa guerra novamente. Assuntos que ele achava que não deveriam ser levantados em questão, aparecem novamente e o tiram o sono e o conforto de seu lar.

Juliette tinha a vida perfeita, um casamento sólido, dois filhos lindos e saudáveis e um negócio próspero. Então um dia sua vida vira de cabeça para baixo e a deixa sem direção. Por amor, ela lhe dá mais uma chance e confia nele. 

Peter sonha em ser pai, ter a casa cheia de filhos a correr e sujar suas paredes tão bem pintadas. Mas depois de anos tentando, ele descobre um problema e vê seu sonho morrer aos poucos. Mas então, sua vida financeira está no auge e tudo o que lhe falta é a aprovação de sua esposa para adotarem um bebê. Será que seu sonho será realizado?

Caroline vem de uma família onde a casa sempre fora mais amada pelos pais do que a própria filha. Desde cedo ela se dedica inteiramente ao seu trabalho. Ama o que faz e ama o fato de não ter preocupações extras a não ser se sua papelada está pronta para ser palestrada no dia seguinte. Até que um dia, a proposta que ela tanto recusa é muito bem agurmentada por seu marido. Não é o que ela quer. Mas será que ela deve fazer?

O livro começa contando sobre um relacionamento proibido, há 5 anos atrás. E o decorrer dessa história conta os respingos que esse relacionamento trouxe para cada personagem nos anos seguintes, dor, arrependimentos, perdão, amor e família são os tópicos abordados em "Mentiras que confortam". A dor da perda de confiança e o arrependimento verdadeiro são assuntos delicados de serem abordados, mas Randy Susan fala tão bem de cada um deles que chega a ser comovente. 


Classificação: ⭐️⭐️⭐️

E aí já leu? O que achou? Deixe seu comentário! :D

Beijos e até a próxima! ❤️

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo