Resenha: Neve na Primavera

Em Neve na Primavera, Sarah Jio apresenta uma história realista e devastadora, diante de muitas cenas de tensão e expectativa. E com uma narração marcante, que consegue fazer conexões com personagens que parecem não ter nada em comum um com o outro.


Duas histórias que se intercalam: Numa conhecemos Claire, uma jornalista dos tempos atuais, que luta todos os dias contra a dor de uma perda e com os problemas no seu relacionamento e na sua vida. 

"Parecia mais fácil me perder na história de Daniel e Vera do que resolver a minha própria". 

Ao mesmo tempo, somos levados a década de trinta (1933), no qual Vera Ray uma pobre e humilde camareira, luta para sobreviver e sustentar seu filho pequeno como uma mãe solteira. Ela sofre todas as noite com medo de deixar Daniel, de três anos, sozinho para ir trabalhar em um de seus turnos de madrugada.
E no dia 02 de maio de 1933 acontece uma nevasca e o caos se forma na cidade de Seattle. E quando Vera volta para casa pensando em encontrar seu filhinho, seu mundo desaba: Daniel sumiu, e não há rastros dele, apenas seu ursinho de pelúcia é encontrado jogado em meio a toda a neve, na rua.

"Nenhuma mãe deveria jamais perder um filho".

Mas de setenta anos depois desse fato trágico que ainda está sem solução, Claire é envolvida por uma matéria sobre o repentino "Inverno das Amoras- pretas", uma expressão climática para designar uma onde de frio repentino no final de uma estação. E esse inverno acontece por uma grande coincidência, no dia 02 de maio, a mesma data que aconteceu a quase oitenta anos atrás; o exato mesmo dia do desaparecimento de Daniel. E o que terá em relação a esses fatos, Claire com o passado tão triste e doloroso de Vera?


"Não desanime - ele disse. - As coisas mais difíceis sempre se transformam nas mais recompensadoras". 


***
A obra é narrada em primeira pessoa, sendo intercalada entre as personagens Vera e Claire, uma na Seattle no passado a mais de setenta anos atrás e a outra na mesma cidade porém no presente.
Sempre gostei de livros que nos apresenta o passado e o presente, ainda mais quando há acontecimentos que envolve os dois.
A leitura é tão suave e pessoal, tão tocante, que me cativou desde o início. Sentimos na pele o que cada personagem está sentindo, e é tudo muito intensificado pela escrita presente na obra. No início não sabemos em que as histórias se relacionam, mas ao decorrer Sarah nos surpreende e aos poucos monta um cenário incrível e muito mais complexo do que aparenta ser.
 Usando de descrições muito bem detalhadas, mas nada cansativo, Sarah joga o leitor para dentro das páginas e em toda a situação que os personagens estão vivendo.

Eu senti cada pequena felicidade, cada dor, tristeza e angústia contada. Odeio e amo ao mesmo tempo quando o autor descreve uma parte assim, ex: - eu também não - respondi, sentindo um nó na garganta.
Esse "nó na garganta" que o personagem sente, eu sinto da mesma forma rs, não sei se é apenas eu que sinto, ou vocês sentem também? Rs! 


Cada emoção que os personagens sentem, é incrível, você sente como se fosse você vivendo aquilo junto com eles. Isso é algo memorável a um(a) autor(a).
A autora aborda todo o sofrimento sem ser melodramático ou "forçando a barra", cada acontecimento se desenvolve com calma, tudo no seu devido tempo.

Os personagens são muito bem construídos, e gostei muito de Vera e Claire, são duas mulheres decididas, maduras e mesmo com todo o sofrimento continuam sendo fortes.
Foi um livro com qual me vi querendo mais e mais páginas, mas já tinha chegado ao final :-(  para minha tristeza e surpresa com aquele grande final.

Recomendo para todos, e quero ler muito mais obras da Sarah Jio. Como disse para minha amiga Jú, esse livro, resumo em uma única palavra: Magnífico! 

Classificação: ***** (5/5) - Favorito

E aí já leu? O que achou? Deixe seu comentário!

Beijos e até a próxima! :D
-Lili

5 comentários:

  1. Gostei muitos da história, não sabia da existência desse livro. Agora que li sobre, me interessei 😻💟

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza de que você vai gostar!

      Beijos ❤️

      Excluir
  2. Respostas
    1. Olá Gregório!

      Que bom que você gostou e obrigada pela visita.

      Beijos ❤️

      Excluir
  3. GENTE!!! que resenha legal de se ler, gostei bastante a capa do livro não me chamou atenção, mas sua resenha, sim. :D
    Pode se inscrever no meu blog de volta ? Se gostar, claro.
    http://ideiasliterariasb.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.