{Resenha} A Morte de Sarai - Na Companhia de Assassinos - Livro 1

Olá leitores do LSM! Hoje a resenha é do livro de mesma autoria de "Entre o Agora e o Nunca" e "Entre o Agora e o Sempre". Sim, a famosa história de Andrew & Camryn da belíssima escritora  J.A. Redmerski! 
Dessa vez, ela traz uma história de paixão e sobrevivência, com personagens fortes, ousados e sensuais. Preparados!?


Título: A Morte de Sarai - Na Companhia de Assassinos #1

Autor(a): J. A. Redmerski 

Editora: Suma de Letras

Páginas: 255

Sinopse: Sarai era uma típica adolescente americana: tinha o sonho de terminar o ensino médio e conseguir uma bolsa em alguma universidade. Mas com apenas 14 anos foi levada pela mãe para viver no México, ao lado de Javier, um poderoso traficante de drogas e mulheres. Ele se apaixonou pela garota e, desde a morte da mãe dela, a mantém em cativeiro. Apesar de não sofrer maus-tratos, Sarai convive com meninas que não têm a mesma sorte.
Depois de nove anos trancada ali, no meio do deserto, ela praticamente esqueceu como é ter uma vida normal, mas nunca desistiu da ideia de escapar. Victor é um assassino de aluguel que, como Sarai, conviveu com morte e violência desde novo: foi treinado para matar a sangue frio. Quando ele chega à fortaleza para negociar um serviço, a jovem o vê como sua única oportunidade de fugir. Mas Victor é diferente dos outros homens que Sarai conheceu; parece inútil tentar ameaçá-lo ou seduzi-lo.
No primeiro volume da série "Na Companhia de Assassinos", "A morte de Sarai", quando as circunstâncias tomam um rumo inesperado, os dois são obrigados a questionar tudo em que pensavam acreditar. Dedicado a ajudar a garota a recuperar sua liberdade, Victor se descobre disposto a arriscar tudo para salvá-la. E Sarai não entende por que sua vontade de ser livre de repente dá lugar ao desejo de se prender àquele homem misterioso para sempre.




"Eu tenho medo de tudo. Do que o amanhã vai trazer e de não estar viva para viver. Tenho medo que Javier ou qualquer um entre por essa porta e me mate enquanto eu durmo. Tenho medo de nunca levar uma vida normal. Nem sei mais como é ser normal."



Em "A morte de Sarai", temos um Thriller de tirar o folego com uma boa dose de romance e drama. Vemos como a J. A. Redmerski tem um imenso talento para nos fazer imergir em suas histórias e personagens.

Sarai está aprisionada à nove anos e sonha com sua liberdade, mesmo sabendo que suas chances de um dia sair dali são mínimas. Até que num dia descobre que Javier está fazendo negócios com um assassino que é americano, ela não pensa duas vezes e a única coisa que está em sua cabeça agora é fugir.
Victor é nada mais, nada menos que um assassino de aluguel, frio, calculista e que aparenta não ter sentimentos nenhum.
Sarai ver sua grande chance de fuga e convida sua amiga Lydia para ir com ela, mas a mesma recusa por medo. Com uma arma guardada ela vai usar durante sua fuga até o carro de Victor.
Ela decidi arriscar tudo o que tem – sua própria vida, na verdade – para se esconder no carro dele e pedir ajuda. O problema é que Victor não parece se intimidar com suas ameaças nem se comover com sua história de cativeiro, tornando assim o plano de Sarai mais complicado ainda.
O que será que vai mudar na vida de Sarai agora que só lhe resta acompanhar um assassino de aluguel!?

"Acho que agora sei como é quando uma pessoa passou metade da vida na prisão e é solta no mundo de novo. Ela não sabe o que fazer consigo mesma, não sabe como voltar a se inserir na sociedade. Fica o tempo todo olhando por cima do ombro. Não consegue acordar mais tarde do que cinco da manhã, nem acreditar que pode escolher o que comer e quando comer. Violência, escuridão e confinamento fazem parte dela a tal ponto que metade do seu ser nunca aprende outra forma de viver."



Com muitas reviravoltas e personagens incríveis a autora consegue nos fazer ter um misto de sentimentos. Faz você sentir que está ali bem do lado da Sarai ou do Victor o tempo todo. Não é como assistir a uma série ou um filme, é como estar lá mesmo. Cada situação, cada momento de tensão e desespero, você sente como se estivesse lá. E na minha opinião isso é uma das razões para os leitores, assim como eu, não largar o livro até que termine tudo (claro para quem gosta de livros desse gênero) mas, até com outros, isso é um fator importante.
O livro é escrito em primeira pessoa com capítulos alternados entre Sarai e Victor. Uma escrita muito mais amadurecida e uma protagonista sem mimimis insuportáveis (só o normal para quem viveu o que ela viveu, claro), porém Sarai se mostrou uma pessoa forte e determinada. A protagonista amadureceu durante a história e acompanhar isso de perto, entender cada processo foi muito legal. E Victor também mostrou um pouquinho de seu outro lado, o "humano".
Gostei muito de ver esse "outro lado" da autora trazendo um livro com um tema mais forte e não apenas o romance e o drama como em "Entre o Agora e o Nunca" e "Entre o Agora e o Sempre".
Recomendo para quem curte uma história profunda com um thriller, romance obscuro, um pouco de drama e melhor ainda, totalmente surpreendente.

PS: Em breve resenha do segundo e do terceiro livro da série!

 Sobre a Série:


A Morte de Sarai é o primeiro volume da série “In the Company of Killers” ("Na Companhia de Assassinos"), composta pelos livros: A Morte de Sarai; O Retorno de Izabel; O Cisne e o Chacal; Seeds Of Iniquity e The Black Wolf.


Beijos e até a próxima!
- Lilia

Especial | Dia dos Professores


Olá leitores!

Hoje é um dia muito importante para mim. Como estudante de Pedagogia do período, meu grande sonho é me formar e trabalhar nessa área tão bela e de extrema importância social, em que o um ser humano dá a sua vida pela formação de outro ser humano.

Imagem relacionada

Dia 15 de Outubro é o Dia do Professor, e para celebrar esse dia da melhor forma (literária) possível, escolhi cinco professores da literatura e das telas do cinema que nos ensinaram, cativaram e apaixonaram tanto.


Os escolhidos para homenagear nossos maravilhosos professores foram:

1- Srta. Honey (Matilda) - Quem não conhece e é apaixonado pela Matilda, não é? Que mesmo indo para um colégio com uma diretora tão perversa, se depara com uma jovem tão linda e doce, disposta a ajudá-la de todas as formas.

2- Alvo Dumbledore (Harry Potter) - Não há como entrar no mundo literário e não aprender alguma lição com esse professor e diretor tão espetacular e grandioso. Tão rico em ensinamentos, que tantos fãs guardam em seus corações até hoje. 

3- Prof. Girafales (Chaves) - Que homem incrível, e que baita cavalheiro. Sua mania quase imperceptível de corrigir seus alunos a falar de maneira correta até fora de sala de aula, sua amizade, companheirismo e carinho por cada aluno fora de quatro paredes. Aquela aula de dar inveja a qualquer professor de hoje, SQN! tátátátátá!


4- Quíron (Percy Jackson) - Um professor de mitologia, que se torna mentor de Percy no acampamento meio-sangue.

5- Prof. Raimundo (Escolinha do prof. Raimundo) - Mesmo tendo um salário óóóóó, Raimundo é um professor que merecia um aumento por ter os alunos que deixariam qualquer um biruta!






Mensagem de obrigado ao professor

Obrigado por fazerem do aprendizado não um trabalho, mas um contentamento. Por fazerem com que nos sentíssemos pessoas de valor. Por nos ajudarem a descobrir o que fazer de melhor e, assim, fazê-lo cada vez melhor.
Obrigado por afastarem o medo das coisas que pudéssemos não compreender, levando-nos, por fim, a compreendê-las… Por resolverem o que achávamos complicados… Por serem pessoas dignas de nossa total confiança e a quem podemos recorrer quando a vida se mostrar difícil… Obrigado por nos convencerem de que éramos melhores do que suspeitávamos.











Parabéns à todos os heróis da educação! 

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo