{Resenha} Os Três Mosqueteiros - Alexandre Dumas

Olá leitores, tudo bom?


     Os Três Mosqueteiros foi minha terceira leitura do ano e, até o momento, a melhor. Foi sem dúvidas a leitura mais desafiadora para mim, em questão tanto em número de páginas quanto de gênero. Quem acompanha o Leitores e Suas Manias pelo Instagram, já deve ter percebido o meu amor por ficção, suspense e fantasia. Na minha estante é bem difícil de se encontrar clássicos, e ao receber esse exemplar magnífico da editora Zahar de presente, deixá-lo parado por mais de três anos e perceber que meus livros "não lidos" estavam acabando, me peguei criando diversas expectativas sobre ele e tornando a leitura de Os Três Mosqueteiros minha meta para 2019. Apresento-lhes uma leitura difícil de largar.

Sinopse: Na história, o jovem d'Artagnan chega praticamente sem posses a Paris, mas, depois de alguns percalços, consegue se aproximar da guarda de elite do rei Luís XIII: os mosqueteiros. Nela conhece os inseparáveis Athos, Porthos e Aramis, que passarão a ser seus companheiros de aventuras. Aventura, aliás, é o que não falta nesse romance. Juntos, os quatro enfrentam combates e perigos a serviço do rei e sobretudo da rainha, Ana da Áustria, tendo por inimigos principais o cardeal de Richelieu, a misteriosa Milady e o ousado duque de Buckingham.
Páginas: 788
Editora: Zahar
Classificação: ✯✯✯✯✯
     
     A trama tem início na França do século XVII sob o comando de Luis XIII e narra a história de um jovem rapaz que sonha em seguir os passos de seu pai, um ex-mosqueteiro. Esse jovem é D'Artagnan, um gascão enviado por recomendação de seu pai a um velho amigo, o Sr. Treville. Cheio de vida e totalmente extrovertido, sem haver um só lugar por onde ele passe sem que arrume encrenca com todos que encontra em seu caminho, o menino nos encaminha para um enredo completamente arrebatador. E é quando o reino entra em um colapso iniciado quando o Cardeal Richelieu se opõe ao reinado de Luis XIII que somos adicionados em um universo de capas e espadas, duelos e intrigas, egoísmo e política, e acima de tudo, lealdade.


     Ao chegar em seu destino, sua alma o nomeia como um legítimo mosqueteiro, porém, para receber tal título oficialmente,  será preciso muito mais do que amor e desejo por esse posto, D'Artagnan terá que provar seu valor através de suas iniciativas nas missões que lhe serão designadas. E são nessas missões, que o leitor traçará suas relações com os personagens, se tornando íntimo de cada um deles, propondo situações de escape para as enrascadas que os mosqueteiros irão enfrentar e decisões que os personagens deveriam tomar. O leitor se tornará o próprio integrante da narrativa.

     Ele finalmente conhece Athos, Porthos e Aramis, os mais renomados mosqueteiros do Sr. Treville. A partir desse encontro, cria-se um laço de amizade envolto em inúmeros combates, trágicos relacionamentos amorosos, inimigos inimagináveis em lugares improváveis, disputas de poder, sede de vingança e questões políticas perigosíssimas ocasionando lutas de oposição à corporação dos partidos da França, ressaltando hábitos e costumes da época.

     Grandiosamente, Alexandre Dumas não se remete em falar das inúmeras falhas humanas em seus personagens, sem deixar escapar as partes mais obscuras. Tomando os mosqueteiros - que na verdade são quatro, como podemos ver - como maior exemplo disso, Dumas trabalha com a ideia de que não importa aonde seus personagens chegassem, em que posição social estivessem, sempre teriam áreas pessoais que seriam seus pontos fracos e, se não forem bem administrados, poderiam levar os personagens e os demais componentes do enredo a destruição total, tais como o próprio Luis XIII, Ana da Áustria, o Duque de Buckingham e o cardeal Richelieu, mostrando o quanto somos levados por nossos caprichos e vontades. Sabiamente bem trabalhado, vemos a bebida, o vício em jogo e tantos outros exemplos se tornando a destruição do ser humano em sua narrativa.

     Primeiro volume de uma trilogia da qual fazem parte os títulos "Vinte Anos Depois" e o "Visconde de Bragelonne" e com mais de 700 páginas conhecemos as consequências das guerras e das explorações de um povo que, sob suas condições econômicas, não podem se rebelar contra o sistema. Apresentando assim, a verdadeira crítica de Dumas nesta obra, onde ele traçou de forma severa e original o poder da monarquia.


Por fim, gostaria de conhecer a sua opinião. Deixe seu comentário ou dúvidas sobre o livro, sobre o que você achou e se concorda ou não comigo. A participação de cada um de vocês é muito importante e muito bem-vinda aqui!

E não se esqueça de SEGUIR O BLOG e nosso Instagram @LEITORESESUASMANIAS


AH, já ia me esquecendo...

Um por todos e todos por um! 

Ligação para o passado - Juliana Avelino


Alô, Juliana aos 9 anos?
Sou eu, ou melhor, você do futuro. 
Hoje nós completamos 23 anos e tem tanta coisa que eu queria que você soubesse, tanta coisa que você vai passar, mas acho que se eu contar tudo vai perder a graça, principalmente as coisas boas. Então vou resumir ao máximo o que estou sentindo aqui e agora.
Sabe o seu amor por animais? no futuro você terá 11 gatos, mas cuidado, eles ficarão doentes. Você terá seu primeiro cachorro, ela se chamará Yang e infelizmente ela terá uma doença grave que por um triz não levará a vida dela embora, aguente  firme que ela ficará boa dentro de uma semana graças a um veterinário generoso que você encontrará. 
Sabe as blusas que você gosta tanto? elas ainda irão caber em você, não é que você não crescerá, mas não o suficiente para deixá-las curtas, e seu peso continuará o mesmo, aquele peso que você morre de vergonha por se achar esquelética enquanto todas terão o corpão padrão.
Sabe seu sonho de voar de balão? No futuro você terá medo de altura, de pontes, passarelas e de túneis, dirá que nunca na sua vida entrará em um avião. Como você passou a ter tanto medo das coisas assim?
Tem umas situações tão ruins para acontecer com você, tão ruins, não acho que o meu eu de 9 anos deva saber. Não Ainda. O ser humano pode ser muito ruim quase sempre e você entendeu isso tarde. Sabe a frase que você diz sempre: "eu nunca vou namorar, eca" queria que você tivesse escutado ela, queria que você tivesse realmente dito a verdade, porque sim, você namorou, e logo de primeira levou todas as pauladas que uma menina poderia levar. Você só irá chorar, irá quebrar a cara, se arrepender, esquecer de Deus, querer morrer, mas não vai, não até os 23 anos. 
Aproveite sua infância, você vai brincar de boneca até os 14 e não terá vergonha disso, fico muito feliz. Será apaixonada por brinquedos, por desenhos e filmes infantis. Principalmente Naruto e The Vampire Diaries. 
Tem uma coisa que você se apaixonará mais que tudo depois dos seus 15 anos, parece loucura, mas você terá uma grande coleção de livros (não era você que odiava ler?), uma estante na verdade, cheia de histórias que você ama e incentiva outras pessoas a lerem. Esse amor por livros será tão grande que você fará um blog literário, sim, logo você que é tímida. E se tem uma coisa que você amou se tornar na sua vida, essa coisa foi ser leitora. 
Seu pai também vai aparecer, pouco mas aparecerá, o bom é que você saberá aproveitar esses dias. Boa menina. 
Você ainda chama as crianças da sua rua para brincar de escolhinha? eu quero te contar um segredo, e você cairá na risada, mas essa brincadeira se tornará sua profissão. Loucura, né? você só quis brincar e continua brincando até hoje, sabia? Só que dessa vez é pra valer, é para cativar, para evoluir. Você vai entrar na faculdade por causa dessa brincadeira boba, você fará estágios em escolas por conta do seu desejo aos 9 anos de ter um quadro negro e giz para ensinar seus amigos a lerem, você ao 23 anos estará no 7° período de Pedagogia buscando um futuro melhor na brincadeira que você escolheu levar a sério quando amadureceu.
Juliana, não posso mudar o seu passado, mas estou lutando para te dar o melhor futuro possível, juro que eu estou tentando. Feliz aniversário de 23 anos seguindo aquilo que você sonha e chorando por tanta decisão errada, mas o que seria dos dias bons sem os ruins, não é? 
só viva, pois estou esperando pela ligação da Juliana de 30 anos me comunicando tudo que mudou em nossa vida. 


{Resenha} Transtornos do Desenvolvimento e do Comportamento - José Raimundo Facion


Olá leitores, tudo bom? 

Hoje eu vim trazer o meu ponto de vista sobre a minha última leitura do ano. Terminei essa semana e já anotei alguns detalhes que achei relevante para chamar a atenção de vocês para a causa que esse trabalho quer mostrar. Procurei ler algo que estivesse relacionado com a minha graduação em Pedagogia e dentro da área da educação inclusiva. Após várias pesquisas, encontrei esse livro que me chamou bastante atenção pela sua temática e que possuía um preço em conta. E agora vou apresentá-la á vocês.

SinopseTranstornos do desenvolvimento e do comportamento, de José Raimundo Facion, auxilia os profissionais a compreender como se apresentam esses problemas e as melhores maneiras de tratá-los. Em nove capítulos são apresentadas as principais características e soluções pedagógico-terapêuticas que podem ser úteis no desenvolvimento das crianças.
Páginas: 144
Editora: InterSaberes
Classificação: 4,5

Livro de José Raimundo Facion, surgiu após ser convidado para ministrar a disciplina Transtornos Invasivos do Desenvolvimento e Transtornos de Comportamento Disruptivo de um curso de pós-graduação em Educação Especial. E após lecionar na disciplina, pretendeu escrever uma obra para servir de referência para os temas de sua aula com uma linguagem menos formal e de fácil compreensão, sem perder o enfoque da psicologia e da medicina comportamental.

Com apenas nove capítulos e divididos em duas partes: Transtornos Invasivos do Desenvolvimento (TID) e Transtornos de Comportamento Disruptivo, o leitor terá acesso a alertas sobre como identificar se uma criança, filho, parente, aluno, paciente e etc. apresentam um quadro semelhante aos sintomas de determinado transtorno e como diferenciá-lo entre os tantos transtornos psicopatológicos que podem ser identificados na infância e na adolescência.

No Transtorno Invasivo do Desenvolvimento (TDI) existem cinco subtipos que José relata de forma simplificada nessa obra, que são: transtorno autista, de Rett, de Asperger, desintegrativo da infância (TDI) e o transtorno invasivo do desenvolvimento sem outra especificação (TDI-SOE); Já no Transtorno de Comportamento Disruptivo,  se enquadram: Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH),  transtorno de Conduta (TC) e Transtorno desafiador opositivo (TDO). E em todos os casos citados no livro, encontramos a definição e classificação, diagnóstico diferencial, epidemiologia, etiologia, orientações e tratamento.

Aderindo a leitura, é possível compreender que a princípio, a manifestação desses 'problemas' no desempenho da criança ou do adolescente podem aparecer de forma bem sútil, oferecendo dificuldades ao profissional durante a sua avaliação do diagnóstico e para os professores especialistas na área. Que foi uma das coisas que mais me chamou atenção no livro, pois durante os capítulos com as explicações, o autor dispõe um destaque exclusivamente relacionado a maneira com que os professores devem lidar com essa criança e/ou adolescente, como trabalhar com eles, como orientar os pais e principalmente, entendê-los e incluí-los verdadeiramente em seu planejamento.

O autor nos põe diante de uma mesa com inúmeras pistas do que precisamos assimilar sobre esses desvios de desenvolvimento que aparecem todos os dias. O que podemos fazer? Como agir? Ele nos dá um leque de possibilidades mas que deixa claro que precisamos procurar buscar sempre mais sobre o assunto e quão bom é trazer conforto, tranquilidade e bem estar para essas crianças e adolescentes que tanto precisam de nosso apoio.

Se você, assim como eu costuma se confundir com algumas patologias, siglas ou termos, nesta obra você poderá tirar suas dúvidas e em troca ter um grande acervo de referências bibliográficas para leituras futuras e se aprofundar no assunto.


Por fim, gostaria de conhecer a sua opinião. Deixe seu comentário ou dúvidas sobre o livro, sobre o que você achou e se concorda ou não comigo! A participação de cada um de vocês é muito importante e muito bem-vinda aqui!

E não se esqueça de SEGUIR O BLOG e nosso Instagram @LEITORESESUASMANIAS

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo